sexta-feira, 1 de julho de 2016

Leituras de Maio e Junho


Como todo começo de mês, vim contar quais foram as minhas leituras do mês passado. No entanto, não tinha falado ainda sobre as leituras de maio, então, vou falar de todos em uma única lista. Vocês vão ver que não é uma lista muito longa, mas foram livros que corresponderam às minhas expectativas e, alguns, até superaram.
Não vou falar muito sobre o que achei de cada um, pois já fiz resenhas sobre quase todos eles. Então, para quem ainda não leu ou não lembra, vou deixar os links disponíveis.

A escolhida, de Lois Lowry.
Sinopse: Órfã e portadora de uma deficiência, Kira precisa enfrentar um futuro assustadoramente incerto. Vivendo em uma civilização que descarta os mais fracos, ela sofre hostilidade dos vizinhos, que a acusam de ser inútil para a comunidade. Quando é chamada a julgamento pelo Conselho dos Guardiões, Kira se prepara para lutar pela vida. Mas, para sua surpresa, os autoritários chefes já têm outros planos e a encarregam de uma tarefa grandiosa: restaurar os bordados de uma túnica centenária que contam a históriado mundo.
Escolhida por seu talento quase mágico para bordar, a jovem fica radiante com a honraria. Quando dá início ao minucioso serviço de investigação do passado, ela depara com uma série de mistérios nas profundezas do universo que achava conhecer tão bem. Confrontada com uma verdade chocante, Kira precisará tomar decisões que mudarão sua vida e toda a comunidade.
Em 'A escolhida', Lois Lowry traz ao leitor personagens e cenários distintos de O doador de memórias, mas que complementam a sensacional distopia e abrem um novo horizonte de reflexão para a tetralogia.
Editora: Arqueiro / Páginas:192
Resenha: aqui.

De repente, de Nichole Chase.
Sinopse: Smantha Rousseau é uma garota que está acostumada a sujar as mãos. Ela faz mestrado em biologia da vida selvagem enquanto ajuda a cuidar de seu pai doente. Logo, não tem tempo para fofocas de celebridades, roupas da moda ou férias em algum paraíso do Caribe.
Quando a duquesa do pequeno país da Lilaria a convida para jantar, Samantha pensa que é para discutir uma doação para sua pesquisa universitária. Mas a verdade mudará o curso de sua vida de uma maneira que ela nunca sonhou.
Alex D’Lynsal, príncipe da Lilaria, já rendeu muitas manchetes escandalosas à imprensa. Mas as últimas fotos divulgadas o levaram a fugir para a América e desistir de vez das mulheres. Isto é, até ele conhecer Samantha! Ela é teimosa, determinada e incrivelmente sexy. Sem mencionar que é herdeira de um Estado inteiro, o que a coloca constantemente na primeira página de qualquer jornal.
Enquanto Sam aprende a viver em um mundo de política e riqueza, ela também precisa se esquivar de seus sentimentos crescentes por Alex. Afinal, se entregar a eles significaria mais do que apenas se apaixonar; significaria aceitar o peso de uma nação sobre seus ombros.
Editora: Pandorga / Páginas: 452
Resenha: aqui.

O rei do inverno – As crônicas de inverno, volume 1, de Bernard Cornwell
Sinopse: Primeiro volume da trilogia que conta a mais fiel história de Rei Artur. A partir de fatos, este romance genial retrata o maior de todos os heróis como um poderoso guerreiro britânico, que luta contra os saxões para manter unida a Britânia, no século V, após a saída dos romanos.
Editora: / Páginas: 544

O andarilho das sombras, de Eduardo Kasse.
Sinopse:  No romance O Andarilho das Sombras, primeiro volume da série Tempos de Sangue, Eduardo M. Kasse conta uma história instigante de como escolhas e uma promessa maliciosa criaram um grande mal. Para salvar a vida de quem amava, Harold Stonecross sacrificou sua alma em um jogo de poder entre deuses decadentes e se tornou um demônio em busca de sangue.
Nesta fantasia sombria, entre lendas esquecidas, dogmas e mitos, Harold narra passagens de sua longa existência, repletas de conexões com tempos imemoriais, enquanto caminha pelas ruelas escuras e imundas da Europa da Idade das Trevas.
Sedutor e fatal, Harold fez do mundo o seu palco. Em sua atuação, a História escrita pelos homens confunde-se com as histórias de terror contadas pelos mais velhos. Nobres, sacerdotes, homens comuns, não importa: sempre haverá um rastro de sangue após as cortinas baixarem.
Editora: Draco / Páginas: 378
Resenha: aqui.

A probabilidade estatística do amor à primeira vista, de Jennifer E. Smith.
Sinopse: Com uma certa atmosfera de 'Um dia', mas voltado para o público jovem adulto, A probabilidade estatística do amor à primeira vista é uma história romântica, capaz de conquistar fãs de todas as idades. Quem imaginaria que quatro minutos poderiam mudar a vida de alguém? Mas é exatamente o que acontece com Hadley. Presa no aeroporto em Nova York, esperando outro voo depois de perder o seu, ela conhece Oliver. Um britânico fofo, que se senta a seu lado na viagem para Londres. Enquanto conversam sobre tudo, eles provam que o tempo é, sim, muito, muito relativo. Passada em apenas 24 horas, a história de Oliver e Hadley mostra que o amor, diferentemente das bagagens, jamais se extravia.
Editora: Galera Record / Páginas: 392
Resenha: aqui.

Tá todo mundo mal, de Jout Jout
Sinopse: 'Do alto de seus 25 anos, Julia Tolezano, mais conhecida como Jout Jout, já passou por todo tipo de crise. De achar que seus peitos eram pequenos demais a não saber que carreira seguir. Em Tá todo mundo mal, ela reuniu as suas “melhores” angústias em textos tão divertidos e inspirados quanto os vídeos de seu canal no YouTube, “Jout Jout, Prazer”.
Família, aparência, inseguranças, relacionamentos amorosos, trabalho, onde morar e o que fazer com os sushis que sobraram no prato são algumas das questões que ela levanta. Além de nos identificarmos, Jout Jout sabe como nos fazer sentir melhor, pois nada como ouvir sobre crises alheias para aliviar as nossas próprias!'
Editora: Companhia das Letras / Páginas: 200
Resenha: aqui.

Como eu era antes de você, de Jojo Moyes.
Sinopse: Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Trabalha como garçonete num café, um emprego que não paga muito, mas ajuda nas despesas, e namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe.
Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Tudo parece pequeno e sem graça para ele, que sabe exatamente como dar um fim a esse sentimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro.
Editora: Intrínseca / Páginas: 320
Resenha: aqui.

O diário de Mr. Darcy, de Amanda Granger.
Sinopse: O único lugar em que Mr. Darcy poderia compartilhar seus sentimentos mais íntimos eram as páginas do seu diário. Dividido entre o senso de dever com o nome de sua aristocrática família e a paixão crescente pela plebeia Elizabeth Bennet. tudo o que esse jovem nobre podia fazer era lutar contra tal sentimento. Neto de conde por parte de mãe. Mr. Darcy possuía grande quantidade de terra. enorme receita com os inquilinos e uma grande riqueza herdada. O tamanho de sua propriedade e o seu status social lhe davam. inclusive. o direito de nomear o vigário da paróquia e faziam dele uma pessoa muito influente no condado de Derbyshire. na Inglaterra do início do século XIX. Disputado pelas damas da sociedade londrina. Mr. Darcy vive sua experiência sentimental singular a partir do encontro com Elizabeth em Meryton. pequena vila do condado de Hertfordshire. no interior do país. Embora naturalmente rígido e teimoso. demonstra que. no íntimo. também é um homem dedicado e carinhoso. O Diário de Mr. Darcy. portanto. apresenta a história do improvável namoro de Elizabeth Bennet e Fitzwilliam Darcy do ponto de vista dele. Esta graciosa continuação de Orgulho e Preconceito. de Jane Austen. enfoca os conflitos de Mr. Darcy e as dificuldades do seu relutante relacionamento. da rejeição inicial à luta desesperada para conquistar o coração de Elizabeth. Orgulho e Preconceito tem inspirado um grande número de sequências nos dias de hoje. mas O Diário de Mr. Darcy é a mais bem-sucedida das que incidem sobre o rico e orgulhoso cavalheiro.
Editora: Pedrazul / Páginas: 220

Minha vida moral ao lado, de Huntley Fitzpatrick.
Sinopse: “Minha mãe nunca ficou sabendo de uma coisa, algo que ela reprovaria radicalmente: eu observava os Garrett. O tempo todo.”
Os Garrett são tudo que os Reed não são. Barulhentos, caóticos e afetuosos. São de verdade. E, todos os dias, de seu cantinho no telhado, Samantha sonha ser uma deles, ser da família. Até que, numa noite de verão, Jase Garrett vai até lá e... Quanto mais os adolescentes se aproximam, mais real esse amor genuíno vai se tornando. Contudo, precisam aprender a lidar com as estranhezas e maravilhas do primeiro amor. A família de Jase acolhe Samantha, apesar dela ter que esconder o namorado da própria mãe.
Até que algo terrível acontece, o mundo de Samantha desmorona e ela é repentinamente forçada a tomar uma decisão quase impossível, porém definitiva. A qual família recorrer? Ou, quem sabe, Sam já é madura o bastante para assumir suas próprias escolhas? Será que está pronta para abraçar a vida e encarar desafios?
Quem você estaria disposto a sacrificar pela coisa certa a se fazer? O que você estaria disposto a sacrificar pela verdade?
Editora: Valentina / Páginas: 320

Resenha: aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2013 | Design e C�digo: Amanda Salinas | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal