sexta-feira, 10 de junho de 2016

[Dica da Malu] A probabilidade estatística do amor à primeira vista

Autora: Jennifer E. Smith
Editora: Galera Record
Páginas: 224

“Quem diria que quatro minutos podem mudar tudo?”
É por causa de quatro minutos de atraso que Hadley, a protagonista de A probabilidade estatística do amor à primeira vista, perde o avião que a levaria para Londres, para o casamento do pai. Assim, Hadley precisa ficar mais quatro horas no aeroporto esperando o próximo voo e acaba conhecendo um rapaz chamado Oliver. Coincidentemente, ele também iria viajar para Londres e os assentos dos dois eram próximos. Assim, eles ficaram conversando não só durante o tempo de espera, mas ao longo do voo também.
Tem muito tempo que estou querendo ler essa história e não me decepcionei nem um pouco. Pelo contrário, me surpreendi positivamente com a história e os personagens. Gostei principalmente da relação de Hadley com o pai.
A trama vai intercalando o presente dos personagens com acontecimentos passados, explicando o que aconteceu com a família de Hadley e o que fez com que sua relação com pai tivesse se tornado tão complicada. Ao mesmo tempo, Hadley e Oliver vão se conhecendo por meio de conversas repletas de humor, descontração e muita fofura. Sério, o Oliver cativa desde o primeiro momento e é fácil entender por quê Hadley se sente tão segura e confortável com ele.
A história ainda tem uma reviravolta que realmente me surpreendeu e fez com que minha admiração por Oliver aumentasse ainda mais. Além disso, faz Hadley repensar o modo como vinha conduzindo sua vida e, principalmente, sua relação com o pai.
Eu pensava que essa seria uma simples história de amor voltada para o público adolescente. No entanto, o que realmente me cativou nessa história foi a relação da família. Tanto a relação de Hadley com a mãe quanto a relação dela com o pai se desenvolvem de uma maneira muito bonita. As dúvidas e os ressentimentos da menina são muito naturais, o que tornam as ações dela realmente compreensíveis.
“Apesar de saber que não passava de uma coleção de minutos, um após o outro, nunca percebeu, como hoje, o fato de que minutos viram horas, de que meses poderiam rapidamente ter virado anos, o quão perto esteve de perder uma coisa muito importante para o movimento incessante do tempo”.
O romance entre o casal também é muito cativante. Eles vão compartilhando seus medos e inseguranças, mas, ao mesmo tempo, têm momentos muito divertidos e românticos. São daqueles casais tão fofos que conquistam a torcida do leitor logo começo.
“Oliver é como uma música que ela não consegue esquecer. Por mais que tente, a melodia do encontro entre os dois fica tocando na cabeça repetidamente, cada vez mais agradável, como uma canção de ninar, como um hino; não tem como ficar cansada daquilo”.

Assim, é um livro que eu recomendo totalmente para quem gosta de um romance leve e divertido, que traz uma história envolvente e que comove o leitor. A leitura é muito fluida, li as 224 extremamente rápido (questão de poucas horas). Mérito para a escrita de Jennifer E. Smith, que é divertida e envolvente. Com esse tempinho frio e o clima de romance provocado pela proximidade do Dia dos Namorados, A probabilidade estatística do amor à primeira vista é uma ótima opção de leitura. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2013 | Design e C�digo: Amanda Salinas | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal