quinta-feira, 26 de maio de 2016

5 livros para ler no feriado

Poucas coisas combinam tanto com feriado e friozinho quanto um bom livro para ler. Pensando naqueles que pretendem ficar em casa, preparei uma lista com cinco livros para ler no feriado. Então, prepara o café/chá e vem aproveitar as dicas de leitura para curtir esses dias de descanso e tempo frio.


Cidades de Papel, de John Green
           
Esse é meu livro preferido do John Green. Uma história leve, divertida e que me prendeu do começo ao fim. O livro acompanha o adolescente Quentin que nutria um amor platônico por sua vizinha, Margo. Quando ela aparece de surpresa em sua casa e o convida para uma aventura, ele não pôde recusar. No entanto, para surpresa de Quentin, ela desaparece no dia seguinte. Determinado a encontra-la, o garoto inicia uma investigação com seus amigos em busca de pistas que possam ajudá-lo a descobrir para onde Margo foi.
           Assim, Cidades de Papel é uma história simples, leve, divertida, mas que traz reflexões interessantes. Uma leitura ideal para aproveitar o feriado.

A menina que roubava livros, de Markus Zusak
           
A menina que roubava livros traz uma história ambientada na Alemanha nazista, acompanhando a menina Liesel, que escapa da morte três vezes. Na primeira, ela estava sendo levada junto com o irmão para viver com uma família adotiva. No entanto, seu irmãozinho morre durante a viagem e ela é levada sozinha para a nova família. A trama passa, então, a acompanhar Liesel em sua nova vida, mostrando como surgiu o amor dela pelos livros e como foram as outras duas vezes em que escapou da morte. Além disso, enquanto a história da menina é narrada, são abordados temas importantes como a família, a essência humana, a guerra, a amizade, entre outros.
O livro traz uma história belíssima, ambientada em um dos períodos mais importantes e tristes da história da humanidade, que é tratado pelo autor com extrema delicadeza e sensibilidade. Então, para quem quer um livro profundo, evolvente e emocionante, A menina que roubava livros é uma super dica para o feriado.

A Abadia de Northanger, de Jane Austen

        Sou declaradamente apaixonada pela obra de Jane Austen, por isso sempre acho os livros dela uma ótima opção. No entanto, hoje escolhi indicar A Abadia de Northanger, por considera-lo um dos livros mais divertidos e diferentes da autora. Nele, Jane Austen faz uma paródia repleta de ironias aos romances góticos. Assim, ela traz como protagonista Catherine Morland, uma jovem sem muitas habilidades marcantes, longe de corresponder ao padrão feminino da época, mas que é cheia de imaginação e adora romances sombrios. Quando é convidada a passar um tempo com uma rica família em sua propriedade, a Abadia de Northenger, Catherine se deixa influenciar pelos livros que gostava tanto de ler e começa a imaginar que aquele lugar envolve um grande mistério, criando suspeitas sobre o dono da mansão.
            Este livro se trata de um romance divertido, cheio de ironias e críticas aos costumes da época. Sem dúvida uma história leve, cuja leitura flui muito rapidamente e promete envolver e divertir o leitor. 

O Símbolo Perdido, de Dan Brown

         Para quem gosta de um bom livro de suspense, cheio de aventuras e com um final surpreendente, os livros do Dan Brown são sempre uma ótima alternativa. Para essa lista, escolhi O Símbolo Perdido, que é o meu preferido do autor.
            Mais uma vez acompanhando o simbologista Robert Langdon, o livro começa quando ele é convidado por seu amigo Peter Solomon para dar uma palestra em Washington. Ao chegar no local, ele descobre que não havia palestra alguma, Peter estava desaparecido e aquilo não passava de um plano para atraí-lo até lá e forçá-lo a decifrar o segredo da Pirâmide Maçônica e encontrar um antigo portal místico. Robert contará então com o auxílio de Katherine Solomon, irmã de Peter e renomada cientista que pesquisa o poder da mente humana no mundo físico, para decifrar o segredo da Pirâmide e encontrar o Símbolo Perdido.
       Uma história envolvente, com um ritmo intenso e um desfecho completamente inesperado. O Símbolo Perdido é um daqueles livros que deixam o leitor tenso do começo ao fim, se mostrando uma boa opção para curtir no feriado.

Marley e eu, de John Grogan.

           Marley e eu é a história real do jornalista e escritor John Grogan e como seu bagunceiro cachorro Marley mudou a vida dele e de sua esposa Jenny. O livro traz relatos sobre a história do casal, a dificuldade em adestrar Marley (tarefa que se mostrou praticamente impossível), e como o cachorro participou dos momentos mais importantes da vida da família.
            É um livro que faz o leitor rir e chorar em diversos momentos, conquistando pela simplicidade e naturalidade da história, que traz relatos da vida cotidiana daquelas pessoas, e pela beleza do amor incondicional existente entre cão e dono. Assim, recomendo muito sua leitura, pois o que pode combinar mais com o feriado do que uma história leve, divertida e emocionante, não é mesmo?

            Essas foram as minhas dicas para curtir esses dias de descanso e friozinho. Já leu algum desses livros? Tem mais alguma sugestão? Aproveita o espaço aí nos comentários e me conta o que achou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2013 | Design e C�digo: Amanda Salinas | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal