sexta-feira, 4 de março de 2016

Dica da Malu: Instrumentos Mortais - Cidade dos Ossos

Autora: Cassandra Clare
Editora: Galera Record
Páginas: 459

Quando terminei de ler Cidade dos Ossos, primeiro volume da série Instrumentos Mortais, a única coisa que conseguia pensar era: Por que não li esse livro antes? O livro, da escritora Cassandra Clare, me prendeu da primeira à última página e me deixou realmente ansiosa para ler suas continuações.
O livro traz a história Clarissa Fray, uma adolescente de quinze anos que vive com a mãe em Nova York. Em uma noite, aparentemente, normal, em que ela estava em uma boate com seu melhor amigo, Simon, Clary presencia um assassinato. No entanto, apenas ela conseguia ver a suposta vítima e seus assassinos.
O fato de que ela conseguisse ver o que estava acontecendo faz com que eles também se surpreendam. Jace, um rapaz pouco mais velho que Clary e com cara de anjo, explica a ela que eles são Caçadores de Sombras: guerreiros responsáveis por proteger a terra das criaturas do submundo (demônios, vampiros, lobisomens, entre outros). Pessoas normais, “mundanas” como Jace as chama, não são capazes de ver os caçadores de sombra nem as criaturas sobrenaturais. No entanto, Clary conseguiu vê-los naquela noite e, a partir de então, sua vida mudou.
Uma das coisas que me chamou a atenção nesse livro é o modo como o universo é apresentado. Ao contrário da maioria das fantasias, a história aqui não se passa em um mundo totalmente mágico, mas mistura elementos sobrenaturais com elementos reais. Essa combinação de mundo real e fantasia foi feita de uma maneira convincente que permite ao leitor se envolver realmente com a história.
Esse foi o primeiro livro da Cassandra Clare que eu li, e gostei muito do estilo da autora. A história é muito dinâmica e cheia de reviravoltas que surpreendem e deixam ansioso pelo que vai acontecer a seguir. Além disso, acho que a autora consegue transmitir a emoção adequada para cada momento da trama, especialmente nas partes de ação, onde o leitor fica realmente tenso e preocupado com o destino dos personagens.
Falando nisso, outro aspecto que gostei muito nesse livro foi o modo como os personagens foram sendo construídos ao longo da história. Eles começam muito planos, com uma caracterização muito superficial. No entanto, a medida que a história avança, outros elementos da personalidade de cada um vão sendo apresentados, tornando-os mais complexos e interessantes.
A história tem ainda um triângulo amoroso entre Clary, Jace e Simon. Confesso que não gostei muito desta parte, por ter um preferido entre um dos rapazes e não ter muita paciência com o outro. No entanto, vejo como positivo o fato de que esse triângulo não é um aspecto central na trama, ficando em segundo plano.
Ao longo da leitura, percebi que foram incorporados alguns elementos de outras fantasias, em especial, Harry Potter e Crepúsculo. No entanto, ao contrário de outras histórias que já fizeram isso, Cidade dos Ossos não soa como uma cópia dessas obras. Ao contrário, a autora traz esses elementos de uma maneira natural, sem soar como um plágio ou uma releitura. Além disso, ela traz aspectos novos e igualmente interessantes, criando um universo realmente envolvente.
A série Instrumentos Mortais não poderia ter um começo melhor do que Cidade dos Ossos. Aliás, não é sem motivos que o livro conta com fãs no mundo inteiro e já ganhou duas adaptações, uma para o cinema e outra em uma série do Netlix. Se antes eu me perguntava por que as pessoas falam tanto dos livros de Cassandra Clare, hoje eu entendo perfeitamente. A autora criou um universo fascinante, que me prendeu durante toda a leitura e me deixou ansiosa pelos próximos.  Por este motivo, em breve, vocês podem esperar a resenha do segundo volume, Cidade das Cinzas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2013 | Design e C�digo: Amanda Salinas | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal